Implicações jurídicas da poligamia tolerada nas famílias recompostas: contexto social brasileiro

Maria Amália Figueiredo Alvarenga, Vinícius Parolin Wohnrath

Resumo


Latente no contexto societário brasileiro, a questão das famílias recompostas escapa, muitas das vezes, dos olhos dos juristas menos atentos. O direito não cria as famílias. Nesse sentido – num viés dialógico – inicia-se nossa busca de observação social das mutações e associações afetivas interpessoais voluntárias. A monogamia é a regra, entrementes, a poligamia existe – é factual – e o direito não pode cegar a essa realidade.

Palavras-chave


famílias reconstituídas; famílias recompostas; sociologia da família.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21207/1983.4225.134

http://www.abecbrasil.org.br

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Compartilha Igual 4.0 Internacional.