EXTENSÃO DO MÉTODO APAC AO SISTEMA CARCERÁRIO BRASILEIRO: UMA ALTERNATIVA PARA A PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE

Autores

  • Paulo Natanael Vieira LIMA Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG), Belo Horizonte/MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21207/1983.4225.1003

Palavras-chave:

APAC, Execução Penal

Resumo

O presente artigo descreve a realidade do sistema carcerário brasileiro e a reflexão doutrinária acerca do tema. Em seguida, descreve o método de tratamento do encarcerado desenvolvido pela Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, na tentativa de estendê-lo a todas as penitenciárias do país.&nbsp&nbsp

Biografia do Autor

  • Paulo Natanael Vieira LIMA, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG), Belo Horizonte/MG, Brasil.
    Pós-graduado em Ciências Penais e em Direito Digital, Gestão da Inovação e Propriedade Intelectual junto ao Instituto de Educação Continuada da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC/MG.&nbspAdvogado.Lattes:&nbsphttp://lattes.cnpq.br/0363847068096769

Referências

Assembleia Geral da ONU. (1948). Declaração Universal dos Direitos Humanos. (217 [III] A). Paris. Disponível em: <https://www.unicef.org/brazil/pt/resources_10133.htm>. Acesso em: 15 dez. 2019.

BITENCOURT, Cezar Roberto. Falência da pena de prisão: causas e alternativas. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

BITENCOURT, Cezar Roberto. Tratado de Direito Penal: Parte Geral. 22. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 10 dez 2019.

BRASIL. Decreto-Lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940. Institui o Código Penal. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, 31 dez. 1940. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto lei/Del2848compilado.htm>. Acesso em: 11 dez. 2019.

BRASIL. Lei nº 7.210, de 11 de julho de 1984. Institui a Lei de Execução Penal. Diário Oficial da União, Brasília, 13 jul. 1984. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7210compilado.htm>. Acesso em: 11 dez. 2019.

BRASIL. Ministério da Justiça. Há 726.712 pessoas presas no Brasil. Disponível em: <http://www.justica.gov.br/news/ha-726-712-pessoas-presas-no-brasil>. Acesso em: 14 dez. 2019.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Recurso Extraordinário nº 267.612. Relator: Min. Celso de Mello. Diário de Justiça, Brasília, 23 ago. 2000.

CARVALHO, Robson Augusto Mata de. Cotidiano encarcerado: o tempo como pena e o trabalho como “prêmio”. São Paulo: Conceito Editorial, 2011.

COYLE, Andrew. Administração Penitenciária: uma abordagem de direitos humanos. Disponível em: <http://www.prisonstudies.org/sites/default/files/resources/downloads/portugese_handbook.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2019.

CHRISTIE, Nils. A indústria do controle do crime. Rio de Janeiro: Forense, 1998.p.13.

CHRISTIE, Nils. Uma razoável quantidade de crime. Trad. André Nascimento. Rio de Janeiro: Revan, 2011.

DIAS, Ronaldo Brêtas de Carvalho. Processo Constitucional e Estado Democrático de Direito. 3. ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: Del Rey, 2015.

DMITRUK, Erika Juliana. Que é o Abolicionismo Penal?. Revista Jurídica da UniFil. n. 2, 2005. Disponível em: <http://web.unifil.br/docs/juridica/03/Revista%20Juridica_03.pdf#page=59>. Acesso em 04 jan. 2020.

DOS SANTOS, Juarez Cirino. O direito penal do inimigo – ou o discurso do direito penal desigual. 2012. Disponível em: <http://icpc.org.br/wp-content/uploads/2012/05/direito_penal_do_inimigo.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2019

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 36 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

FRAGOSO, Heleno. Lições de Direito Penal: parte geral. São Paulo: Forense, 1992.

Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados. APACs Registradas Juridicamente no Brasil. Disponível em: <http://www.fbac.org.br/bdfbac/exibirapacestadobrasil.php?estadodesejado=&classifica=Todas>. Acesso em: 10 dez. 2019.

GRECO, Rogério. Curso de Direito Penal: parte especial. 6. ed. Niterói: Impetus, 2009. v. 3.

GRECO, Rogério. Direitos humanos, sistema prisional e alternativas à privação de liberdade. São Paulo: Saraiva, 2013.

OTTOBONI, Mário; FERREIRA, Valdeci Antônio. Parceiros na ressureição: jornada de libertação com Cristo e curso intensivo de conhecimento e aperfeiçoamento do Método APAC, especialmente para presos. São Paulo: Paulinas, 2004.

OTTOBONI, Mário. Vamos matar o criminoso?: método APAC. São Paulo: Paulinas, 2001.

PASSETTI, Edson. Ensaio sobre um abolicionismo penal. Revista Semestral Autogestionária do Nu-Sul. n. 9. 2006.p.109. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/verve/article/view/5131/3658>. Acesso em: 04 jan. 2020.

PASSETTI, Edson. Sociedade de controle e abolição da punição. São Paulo Perspec. São Paulo, v. 13. n. 3. jul./set. 1999. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88391999000300008&lng=pt&tlng=pt>. Acesso em: 04 jan. 2020.

PINTO, Carlos Alberto Ferreira. O abolicionismo penal. 2008. Disponível em:<http://www.buscalegis.ufsc.br/revistas/files/anexos/13648-13649-1-PB.pdf>. Acesso em: 12 mai. 2018.

ROIG, Rodrigo Dutra Estrada. Execução Penal: teoria crítica. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

ROIG, Rodrigo Duque Estrada. Aplicação da pena: limites, princípios e novos parâmetros. 2. ed. rev. e ampl. – São Paulo : Saraiva, 2015.

ROXIN, Claus. Problemas Fundamentais de Direito Penal. 3. ed. Lisboa: Vega, 2004.

SILVA, Luciano Nascimento. Ensaio acerca da perda de legitimidade do sistema de Justiça Criminal. 2002. Disponível em: <http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/anexos/13613-13614-1-PB.pdf>. Acesso em: 04 jan. 2020.

SOARES, Mário Lúcio Quintão. Direitos Fundamentais e Direito Comunitário. Belo Horizonte: Del Rey, 2000.

TELES, Ney Moura. Direito Penal: parte geral. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

Downloads

Publicado

2020-04-08

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

EXTENSÃO DO MÉTODO APAC AO SISTEMA CARCERÁRIO BRASILEIRO: UMA ALTERNATIVA PARA A PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE. (2020). Revista Eletrônica Da Faculdade De Direito De Franca, 15(1), 281-301. https://doi.org/10.21207/1983.4225.1003

Artigos Semelhantes

1-10 de 101

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.