O ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO É CLARO EM RELAÇÃO AS PESQUISAS DE CLONAGEM HUMANA TERAPÊUTICA?

Autores

  • Marina Carvalho Dompieri OLIVEIRA Faculdade de Direito de Franca (FDF), Franca/SP
  • Renato Luis MELO FILHO Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Franca/SP

DOI:

https://doi.org/10.21207/2675-0104.2021.1270

Palavras-chave:

Clonagem terapêutica, Lei 11.105/2005, Lacunas legislativas, Biodireito

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a clareza do ordenamento jurídico a respeito das pesquisas de clonagem humana terapêutica. Para alcançar o objetivo proposto, a presente pesquisa foi baseada em estudos de leis e pareceres nacionais e internacionais, artigos científicos e documentos jurídicos e não jurídicos. Desse modo, buscou-se compreender sobre clonagem humana e seus métodos, bem como identificar o cenário científico e social da época em que a Lei 11.105/2005 foi proposta, a fim de verificar os motivos que provocaram as disposições legais

Biografia do Autor

Marina Carvalho Dompieri OLIVEIRA, Faculdade de Direito de Franca (FDF), Franca/SP

Discente da Faculdade de Direito de Franca (FDF), Franca/SP. Bolsista do Programa Interno de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC 2020-2021). 

Renato Luis MELO FILHO, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Franca/SP

Mestre em Direito Público (Direito Processual Civil-Direito Constitucional) pela UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2015). Graduado em Direito pela UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2011). Advogado (desde 2012). Professor. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Processual Civil, Direito Civil e Direito Constitucional.

Referências

AYRES, Nathalie. Células-tronco: o que são, tipos e para que servem. 2020. Disponível em: https://www.minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/20924-celulas-tronco . Acesso em: 11/02/2021.

Britânicos pedem à ONU que não proíba clonagem terapêutica. BBC Brasil.com,2004. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/ciencia/story/2004/10/041018_cloneg>. Acesso em 22/09/2021

BRASIL. Decreto nº 5.591/2005 de 22 de novembro de 2005. Regulamentação da lei 11.105/2005. Brasília, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5591.htm. Acesso em 20/09/2020.

BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 11 jan. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406compilada.htm Acesso em: 25/09/2020

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 12/08/2021.

BRASIL. Lei nº 11.105, de 24 de março de 2005. Lei de Biossegurança. Brasília, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11105.htm. Acesso em: 21/09/2021

CAMILO, Adélia Procópio. CLONAGEM HUMANA REPRODUTIVA e bioreito: histórico, técnicas, reflexões (hard cases). Revista Eletrônica de Direito do Centro Universitário Newton Paiva, [s. l], v. 2, n. 23, p. 13-20, jun. 2014. Disponível em: http://revistas.newtonpaiva.br/redcunp/wp-content/uploads/2020/05/REVISTA-DE-DIREITO-N.23.pdf. Acesso em: 01/07/ 2021

CHADE, Jamil. ONU sugere acordo para proibir clonagem humana em todos os países. 2007. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/332246/noticia.htm?sequence=1&isAllowed=y.

Acesso em: 15/02/ 2021.

FREITAS, Rodrigo Therezan et al, Aspectos científicos e sociais da clonagem reprodutiva e terapêutica.2007. Disponível em: <http://www.fap.com.br/fap-ciencia/edicao_2007/003.pdf. >Acesso em 22/09/2021.

LEITE, Leonardo. revisado por GISELDA M.K. CABELLO. Clonagem "Reprodutiva" X

Clonagem "Terapêutica”. Disponível em: <http://www.ghente.org/temas/clonagem/index_txr.htm>. Acesso em: 08/11/2020

LARGEAULT, Anne Fagot. Embriões, células-tronco e terapias celulares: questões filosóficas e antropológicas. Estud. av. vol.18 no.51 São Paulo, 2004. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-40142004000200015>. Acesso em: 12/02/2021

PEREIRA, Lygia.V. Parecer sobre clonagem humana reprodutiva e terapêutica. Parcerias estratégicas,n.16,2002. Disponível em: <http://seer.cgee.org.br/index.php/parcerias_estrategicas/article/viewFile/226/220> Acesso em: 14/09/2020

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. ADI 3510. Relator Ministro Carlos Britto. Disponível em: http://conjur.estadao.com.br/pdf/Voto_Britto_ . Acesso em : 18/09/2020

UNESCO. Draft Final Statement of IBC on Human Cloning and International Governance. UNESCO,2011. Disponível em: <https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000192526/PDF/192526eng.pdf.multi>. Acessado em: 22/09/2021

VARELLA, Dráuzio. Clonagem humana: ética e ciências da vida. ÉTICA E CIÊNCIAS DA VIDA. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/a/qFX4d6V7PqM7p5m4BvYRf6K/?lang=pt. > Acesso em: 15/10/2020

ZATZ, Mayana. Clonagem e células-tronco. Estudos Avançados [online]. 2004, v. 18, n. 51 pp. 247-256. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-40142004000200016. Acesso em: 02/08/2021

Downloads

Publicado

2022-04-04

Edição

Seção

Pesquisas Científicas com Fomento Interno