A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NO CENÁRIO POLÍTICO

Autores

  • Thaysa Luarah Prado LEANDRO Universidade Portucalense (UPT), Porto

DOI:

https://doi.org/10.21207/1983.4225.1219

Palavras-chave:

Plataformas digitais. Redes sociais. Liberdade de expressão. Fake News. Internet.

Resumo

O presente estudo visa analisar, sob a égide da teoria tridimensional do Estado, a evolução da propaganda política no Brasil, após o advento das redes sociais e sua interferência no cenário político, traçando um paralelo entre os conceitos oriundos da doutrina clássica e os acontecimentos políticos no Brasil atual, abordando aspectos relacionados ao uso de dados pessoais do cidadão para finalidade de campanhas políticas, disseminação de Fake News, utilização de ferramentas digitais no âmbito da propaganda eleitoral e ainda como essas questões são abordadas na legislação eleitoral vigente e na Lei Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em breve no Brasil, demonstrando um panorama geral a respeito do cenário político do país em tempos de redes sociais.

Referências

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AZAMBUJA, D. Introdução à Ciência Política. São Paulo: Globo, 2008.

BEZERRA, C. S.; AGNOLETTO, G. C. Combate às Fake News. São Paulo: Editora Posteridade, 2019.

BEVILÁCQUA, C. Estudos de direito e economia política. Rio de Janeiro, Paris: H. Garnier, 2. ed. 1902.

BIROLI, F.; MIGUEL, L. F. Notícias em Disputa: Mídia, Democracia e Formação de Preferências no Brasil. São Paulo: Contexto, 2017.

BOBBIO, N. O Futuro da Democracia: Uma Defesa das Regras do Jogo. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

CANOTILHO, J. J. G. Direito Constitucional. Coimbra: Almedina, 6. ed. 1995.

DALLARI, D. de A. Elementos de Teoria Geral do Estado. São Paulo: Saraiva, 14. ed. 1989.

CARDOSO JÚNIOR, J. C. (Coord. Geral) et. al. Estado, Instituições e Democracia. Brasília: Ipea, 2010.

COSTA JÚNIOR, P. J. da. O Direito de Estar Só: Tutela Penal da Intimidade. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1970.

DALLARI, D. de A. Elementos de Teoria Geral do Estado. São Paulo: Saraiva, 17. ed. 1993.

FRATINI, J. (org.). Campanhas Políticas nas Redes Sociais: Como Fazer Comunicação Digital com Eficiência. São Paulo: Matrix, 2020.

KAISER, B. Manipulados: Como a Cambridge Analytica e o Facebook Invadiram a Privacidade de Milhões e Botaram a Democracia em Xeque. Rio de Janeiro. Harper Collins. 2020.

MAGRANI, E. Democracia Conectada: A Internet Como Ferramenta de Engajamento Político-Democrático. Curitiba: Editora Juruá, 2014.

MOORE, M. Democracia Manipulada. Portugal: Editora Self, 2019.

MALUF, S. Teoria geral do Estado. São Paulo: Saraiva, 25. ed. 1999.

REALE, M. Teoria do Direito e do Estado. São Paulo: Martins, 2. ed. 1960.

SILVA, J. A. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros Editores, 10. ed. 1995.

PIMENTEL, A. F. Propaganda Eleitoral: Poder de Polícia e Tutela Provisória nas Eleições. São Paulo: Fórum, 2019.

Downloads

Publicado

2021-10-04

Edição

Seção

Artigo Internacional