AGROTÓXICOS: INEFICIÊNCIA DA GOVERNANÇA ABERTA OU INTERESSE NO OBSTÁCULO À INFORMAÇÃO?

Renato Maso Previde, Cildo Giolo Junior

Resumo


Há nítidas semelhanças no desenrolar dos problemas havidos pelo uso de agrotóxicos tanto no Brasil quanto na França. A desinformação prestada pelo governo, nos dois países, é que parece ter objetivos diferentes. Enquanto na França há uma dispersão de dados oferecidos pelo próprio governo, por intermédio da governança aberta que existe no País, no Brasil a situação se inverte. O detalhamento dos dados no Brasil não passa, diretamente, pelo próprio governo, mas por intermédio de outros organismos que propagam tal informação seja organizações não governamentais, a imprensa ou órgãos do po-der público mais identificados com a sociedade. Assim, o levantamento de dados faz surgir esta distinção sobre o que será concluído ao final, em relação aos dados apurados quanto à utilização dos agrotóxicos: ineficiência da governança aberta ou interesse no obstáculo à informação?

Palavras-chave


Agrotóxicos, Poder Público, Informação, Governança Aberta, Informação, Obstáculo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21207/1983.4225.407