A PSICANÁLISE COMO INSTRUMENTO ESCLARECEDOR NOS CONFLITOS JUDICIAIS ENVOLVENDO CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Acir de Matos Gomes, Elci A. Macedo Ribeiro Patti

Resumo


O objetivo do presente artigo é apresentar uma possível articulação entre o Direito e a Psicanálise como instrumento esclarecedor nos conflitos judiciais envolvendo crianças e adolescentes Sabemos que a interação entre esses dois campos do saber apresenta algumas incompatibilidades, no entanto, acreditamos ser possível uma relação legítima e de coexistência naquilo em que é possível fazer uma interlocução. Tanto a Psicanálise quanto o Direito trabalham com o “discurso” e com o “sujeito”. Freud e Lacan em vários textos utilizaram-se de vocábulos jurídicos demonstrando um liame entre eles. A psicanálise, bem como a “escuta psicanalítica”, inclusive fora do setting do escritório é uma poderosa ferramenta para realização da justiça processual e dos indivíduos que litigam e esperam do judiciário a realização de um corte, isto é, a representação do Nome do Pai, da Metáfora Paterna.

Palavras-chave


Psicanálise. Direito. Crianças. Adolescentes. Conflitos judiciais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21207/1983.4225.267