“O PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA: UMA FONTE DO DIREITO QUE LIMITA E LEGITÍMA PRERROGATIVAS”. 2016. Revista Eletrônica Da Faculdade De Direito De Franca 10 (1): 159-88. https://doi.org/10.21207/1983.4225.303.