AS CRÍTICAS DE DWORKIN LEVARAM A UMA SUPERAÇÃO DO LEGADO DE HART?

Charles Nunes BAHIA

Resumo


O embate entre positivismo jurídico e não positivismo jurídico é posto em evidência de modo a apontar as contribuições analítico-filosóficas que esse conflito histórico tem proporcionado à ciência jurídica contemporânea. Neste sentido, a compreensão dos conceitos é tarefa primeira a ser cumprida para que o objeto da pesquisa não se torne obscuro.


Palavras-chave


Positivismo Jurídico; Não Positivismo Jurídico; Discricionariedade Judicial

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXY, Robert. Conceito e Validade do Direito. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011a.

ALEXY, Robert. Teoria da argumentação jurídica: a teoria do discurso racional como teoria da fundamentação jurídica. 3 ed. Trad. Zilda Hutchinson Schild Silva. Rio de Janeiro: Forense, 2011b.

BAHIA, Charles Nunes. A discricionariedade judicial à luz das teorias de Hart e Dworkin. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XVI, n. 118, nov 2013.

BOBBIO, Norberto. O Positivismo Jurídico - lições de filosofia do direito. Tradução de Márcio Pugliese. São Paulo: Ícone, 1995.

BOBBIO, Norberto. Teoria do ordenamento jurídico. 6 ed. Brasília: UnB, 1995, p. 135.

COTTERRELL, Roger. The politics of jurisprudence. A critical introduction to legal philosophy. Londres e Edimburgo: Butterworth, 1989

DWORKIN, Ronald. Levando os Direitos a Sério. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

DWORKIN, Ronald. O império do direito. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

DWORKIN, Ronald. Uma questão de princípio. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

HABERMAS, Jürgen. Consciência moral e agir comunicativo. Tradução de Guido A. de Almeida. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

HART, H. L. A. O Conceito de Direito. Pós-escrito editado por Penélope A. Bulloch e Joseph Raz. Tradução de A. Ribeiro Mendes. 3ª ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2001.

MORRISON, Wayne. Filosofia do direito: dos gregos ao pós-modernismo. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

STRUCHINER, Noel. Uma análise da textura aberta da linguagem e sua aplicação ao direito. 2001. 102 f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Programa de Pós-graduação em filosofia, Rio de Janeiro, 2001.

TRIVISONNO, Alexandre Travessoni Gomes. Kant e o pós-positivismo no direito. Revista da Faculdade de Direito. Universidade Federal de Minas Gerais, v. 48, p. 39-66, 2006.

WAISMANN, Friedrich. Verifiability. In: FLEW, Antony (coord.). Logic and language. Oxford: Balckwell, 1978, p. 177-144.

YANAL, Robert J. Hart, Dworkin, Judges, and New Law. In: The Monist, v. 68, n. 3. Illinois: The Hegeler Institute, 1985, p. 388-402.




DOI: http://dx.doi.org/10.21207/1983.4225.715

http://www.abecbrasil.org.br

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Compartilha Igual 4.0 Internacional.